Quinta-feira, 26 de abril de 2018
» Busca interna
» Busca no Google
» Órgãos federais
» Governo federal
» Senado
» Câmara
» STF
» TSE
» STJ
» TCU
» Estados
» Alagoas
» Bahia
» Ceará
» Maranhão
» Paraíba
» Pernambuco
» Piauí
» Rio Grande do Norte
» Sergipe
» Políticos
Escolha o Partido
» Notícias via email
» Jornais online
» Últimas Notícias
Bancada do Nordeste. Reunião abre espaço para o Integra Brasil
13/08/2013 - 23:43h - Maurício Nogueira e GAJ
( Publicada originalmente às 21h 37 do dia 08/08/2013)
(Brasília-DF, 08/08/2013) O coordenador da Bancada do Nordeste, deputado federal Pedro Eugênio (PT-PE), avaliou a participação de representantes do Integra Brasil, na reunião da bancada, desta quinta-feira, 8, como um momento importante. O objetivo do Integra Brasil é coletar um conjunto de soluções que sirvam de instrumento para mobilização social e a negociação política, para viabilizar a redução das disparidades regionais no Brasil. Daí será construído um projeto estratégico de desenvolvimento baseado em avaliações das possibilidades de crescimento sustentável do Nordeste, alinhado com um projeto nacional.

Pedro Eugênio fala da importância de dar oportunidade ao Integra Brasil e estreitar o contato com a bancada do Nordeste.

“É um momento importante. Nós abrimos esse espaço para que o movimento Integra Brasil que nasce das federações nacionais das indústrias do Nordeste conversasse com a bancada e expusesse para a bancada as suas ideias e iniciativas posto que nós verificamos que é um movimento que tem tudo a ver com o que a bancada vem discutindo. Como a importância de nós fazermos uma profunda reflexão, levantarmos informações, interargirmos com o Governo Federal, com os governo estaduais, para estabelecermos um novo momento nas políticas de desenvolvimento do Nordeste.

CONSTATAÇÃO - Houve mudanças, no panorama econômico do Nordeste, mas falta muito para a diminuição das diferenças entre o Nordeste e as demais regiões desenvolvidas, segundo Pedro Eugênio.

“Nós crescemos, estamos tendo investimentos públicos importantes, mas há de se verificar que as desigualdades ou a distância que separa o Nordeste do resto do Brasil, daquela parte mais desenvolvida da Nação ainda persistem”, destacou.
Na opinião do coordenador da Bancada do Nordeste, a interação com os agentes políticos, partidos e esferas de governos é fundamental para mudar a política de crescimento do Nordeste.

“O momento é de estabelecermos uma proposta de atividade política, de integração que junte todos os partidos, todos os governos estaduais, a sociedade para que possamos atuar nessa direção. E o Integra Brasil que tem como foco integrar o Nordeste ao desenvolvimento do Brasil começa muito bem, pois está realizando seminários estaduais”, explicou.

AGREGAR ATIVIDADES - Pedro Eugênio destacou, ainda, que um evento será produzido inclusive com a participação das duas Casas legislativas.
“Haverá um grande seminário em breve, em Fortaleza para sintetizar todas essa discussões. E, com isso, nós vamos agregar essas atividades do Integra Brasil à bancada do Nordeste. Realizaremos um grande seminário de iniciativa da bancada com a participação do Senado e da Câmara para que possamos ir ganhando cada vez mais forças e avançarmos nas políticas do desenvolvimento do Nordeste”, comemorou.

FORA DA ESTANTE - A presidente do Centro Industrial do Ceará (CIC), Nicolle Barbosa, afirmou após a reunião que o Nordeste vem sempre sendo discutido. E ao final dos seminários, que acontecem tende a ficar o documento produzido em uma estante.

“O Integra Brasil desenvolveu uma metodologia inovadora, que parte dos diagnósticos para as proposta. E um plano concreto de ação política que vai ser acompanhado, trabalho junto com toda a classe política do Congresso Nacional e a Presidência da República para a parte da agenda dos pré-candidatos à Presidência da República”, disse a presidente do CIC.

SEMINÁRIO - Barbosa antecipou que o próximo evento do Integra Brasil ocorrerá no Rio de Janeiro, o último workshop que tratará da visão externa para o Nordeste, como o Nordeste é visto, entre outros temas. E o outro grande evento, um seminário, que acontecerá de 27 a 29 de agosto no Centro de Eventos do Ceará.

O seminário contemplará os seguintes painéis: Reorientação da Economia no NE; Infraesrutura para o Desenvolvimento do NE: Recursos Hídricos e Energia; Infraestrutura para o Desenvolvimento do NE: Transportes, Logística e Telecomunicações; Transformação Social, Urbana e Ambiental do NE; Educação Ciência, Tecnologia & Inovação e Cultura para o Desenvolvimento do NE; A Questão Político-institucional e o Desenvolvimento do NE e Uma Estratégia para o Desenvolvimento do Nordeste.

SETOR PRODUTIVO - O vice-presidente da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC), Carlos Prado, ressaltou após a reunião, que o Integra Brasil é um movimento que começa pelo setor produtivo do Nordeste, tentando fazer uma nova abordagem ao discutir as desigualdades regionais no Brasil.

“Uma região como o Nordeste, ela sempre se mostrou com a figura do pires na mão. Vindo para cá ao Centro-Sul do País como um pedinte, praticamente. Essa era a figura que todo o Brasil tinha com relação ao Nordeste”, disse Prado.

POTENCIAL - Entretanto, na opinião do representante da FIEC, o Nordeste tem potencial grande, que já existe, já está detectado e precisa ser colocado em uma mesa de negociação. Ele cita uma das potencialidades.

“Uma delas é o mercado cativo que ele representa para o setor industrial do Sudeste do Brasil. Esse mercado cativo é uma coisa que tem muito valor. E num momento em que a população vai às ruas, começa a se manifestar, a mostrar que as coisas tem que mudar é o momento propício para o Nordeste colocar a sua cara e se mostrar suficiente para dizer: olha, precisamos renegociar nossa posição”, exemplificou.

CAFÉ QUENTE - Prado também lembra que é preciso correr atrás do tempo perdido e recuperar o PIB per capita do Nordeste.

“Nós não podemos mais ficar, como aconteceu nesses últimos 60 anos, com um PIB per capita, que é menos da metade do PIB nacional. Então, vocês querem manter esse PIB cativo, que nós representamos, o que vocês tem para dar em troca? Então é mais ou menos essa figura que nós precisamos colocar como abordagem, para o Nordeste para que ele possa renegociar a sua situação com relação ao restante do Brasil. Estaremos com o pires na mão, mas com xícara e servindo café quente”, argumentou Prado.

Já o superintendente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), Albertino Leal de Barros Filho, conta que a federação a qual pertence esteve engajada ao movimento Integra Brasil.

“O movimento propõe reduzir as desigualdades regionais, ser ético, justo, e fazer com que o Nordeste cresça, na mesma proporção que o Brasil cresce. Por isso, nós continuamos engajados nesse movimento”, destacou.

Em relação à importância do movimento para o desenvolvimento do Maranhão, Barros Filho afirma que é o momento em que se pode discutir com a classe política e empresarial do estado.

“Quais são os caminhos a seguir, para que o estado e a região cresçam? É esse o momento, em que as pessoas estão reunidas, discutindo e mostrando suas aflições, discutindo economia e a perspectiva de crescimento do nosso estado. Isso tem que ocorrer. E o movimento Integra Brasil propõe não só a discussão, mas, também, a ação efetiva para que se reverta a situação histórica do Nordeste com relação a outras regiões”, ressaltou o superintendente da FIEMA.

(por Maurício Nogueira, especial para a Política Real, com edição de Genésio Jr.)
Mais Notícias
15/04 | 19:04h - Gil Maranhão
BANCADA DO NORDESTE - Ricardo Coutinho destaca sentimento de ‘nordestinidade’ e diz que região precisa ser “rum ponto de avanço na política de desenvolvimento”

(Brasília-DF, 15/04/2015) O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) disse declarou nesta quarta-feira, 15, durante Encontro de Governadores do Nordeste, em Brasília-DF, ...
13/08 | 23:43h - Maurício Nogueira e GAJ
Bancada do Nordeste. Reunião abre espaço para o Integra Brasil

( Publicada originalmente às 21h 37 do dia 08/08/2013) (Brasília-DF, 08/08/2013) O coordenador da Bancada do Nordeste, deputado federal Pedro Eugênio (PT-PE), avaliou a p...
07/12 | 14:49h - .
ESPECIAL DE FIM DE SEMANA. Petróleo, gás natural e pré-sal na roda de debate dos nordestinos. Temas nacionais que geram polêmica no Congreesso Nacional e resultou no Movimento "O Brasil quer petróleo e saúde", são destaque da pauta da reunião da Bancada do Nordeste na Câmara no próximo dia 7

Gil Maranhão Agência Politica Real (Brasília-DF, 03/12/2011) - O Nordeste só pensa em petróleo. Depois que o Senado Federal aprovou, dia 26 de outubro pa...
02/09 | 23:16h - Humberto Azevedo e GAJ
ESPECIAL DE FIM DE SEMANA. Fernando Ferro não será preferencial do PT nas eleições municipais. ¨O Nordeste do País voltou à esquerda, votou com Dilma. Então, hoje a esquerda está no Nordeste”, afirma

(Brasília-DF, 02/09/2011) O deputado Fernando Ferro (PT-PE) afirmou no início da tarde desta sexta-feira, 02, no Centro de Convenções Brasil 21, em Brasília, onde o Partido do...
19/05 | 12:55h - Evam Sena e GAJ
Bancada do Nordeste
50% do Bolsa Família vai para o Nordeste. Nova Ministra do Desenvolvimento Social falou aos deputados nordestinos, hoje...

( Brasília-DF, 19/05/2010) Região em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem maior popularidade, de 92,1%, segundo pesquisa CNT/Sensus deste mês, o Nordeste tem 50% d...
28/04 | 17:13h - Evam Sena e GAJ
Bancada do Nordeste. Governo não incha dados do PAC, afirma coordenadora da segunda fase do programa. A Política Real acompanhou...

( Brasília-DF, 28/04/2010) A coordenadora da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), Míriam Belchior, afirmou nesta quarta-feira, em reunião com a Banca...
» Áudio
ID:
Senha:

Apóiam essa idéia:
Bancada do Nordeste 2005 - Política Real - Todos os direitos reservados
Contato: redacao@bancadadonordeste.com.br