Quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
» Busca interna
» Busca no Google
» Órgãos federais
» Governo federal
» Senado
» Câmara
» STF
» TSE
» STJ
» TCU
» Estados
» Alagoas
» Bahia
» Ceará
» Maranhão
» Paraíba
» Pernambuco
» Piauí
» Rio Grande do Norte
» Sergipe
» Políticos
Escolha o Partido
» Notícias via email
» Jornais online
» Últimas Notícias
Bancada do Nordeste. “Sudene, Codevasf e Dnocs devem considerar o Maranhão como Nordeste e ajudar a tirar o estado dessa situação de pobreza”, propõe Domingos Dutra
13/06/2012 - 18:53h - Gil Maranhão e GAJ
(Brasília-DF, 13/06/2012) O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da da Câmara, deputado federal Domingos Dutra (PT-MA) disse nesta quarta-feira ,13, que instituições que atuam no desenvolvimento da região, como a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf)e o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) “considerem o Maranhão também estado do Nordeste e ajudar a tirar o estado dessa situação de pobreza”

A declaração foi feita durante a reunião da Bancada do Nordeste na Câmara, com os novo superintendente da Sudene, Luiz Gonzaga Paes Landim, e o novo presidente da Codevasf, Elmo Vaz, que apresentaram o Plano de Ação dos órgãos 2012-2013. A reunião também serviu para a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) anunciar medidas do governo para renegociação da dívida rural.

AGRICULTURA DO TOCO - “Fiz essa colocação porque o DNOCS, Sudene e Codevasf não consideram o Maranhão como Nordeste. Como o estado fica no Meio Norte, acaba não sendo nem Nordeste, nem Norte. O resultado é que o estado é abandonado, colocando no rabo da fila nas decisões e ações dos órgãos regionais e das políticas nacionais e é transformado no estado mais pobres do Brasil”, reclamou o parlamentar maranhense.

Domingos Dutra citou, como exemplo da situação de pobreza que reina no estado, algumas práticas da agricultura familiar. “No estado do Maranhão 100% ainda é da agricultura do toco, o pequeno agricultor não tem irrigação, são roças tradicionais, feitas no braço, com instrumentos rudimentais como machado, foice, cavador e facão, e ainda catam o arroz ou com algo no dedo enrolado, cortando cacho por cacho, ou então usando o cado da colher velha que quebrou, amola numa pedra para cortar os cachos. Desse jeito não se sai da miséria”.

PROJETOS DE IRRIGAÇÃO ABANDONADOS - Com relação à questão da agricultura irrigada – um dos temas colocado na reunião da Bancada do Nordeste - o deputado lembrou que existem três projetos irrigação no Maranhão, que há mais de três décadas estão abandonados: o Projeto Hidroagrícola de São Bernardo, no município de Magalhães de Almeida; o Projeto Salangô, em São Mateus, e o projeto Dibom, no município de Palmeirândia/fronteira com Pinheiro.

“São projetos que eram para estar produzindo legumes, frutas e gerando renda, e lá só tem calango, tiririca, fedegoso e muita fome”, denunciou.

REUNIÃO COM A CODEVASF - O deputado Domingos Dutra também solicitou ao novo presidente da Codevasf, Elmo Vaz, uma reunião com a Bancada do Maranhão.

“Queremos discutir projetos referentes ao nosso estado, que são muitos. Tem uma parte no Maranhão que é atingido pela seca. Mas para ir uma só cisterna para estado é a maior luta, porque já transmitiram a ideia que o Maranhão não tem seca, é um estado verde, tem muita água. É verdade, mas tem um também um quadro triste e preocupante de pobreza e muita gente ainda sem água”, argumentou o parlamentar maranhense.

REDUÇÃO DE ENERGIA PARA IRRIGANTES - O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara também, se reportou a uma colocação feita pelo deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) na reunião da Bancada do Nordeste, para pequenos irrigantes.

“Ele fez uma proposta de que é preciso ampliar a lei que garante a redução de tarifa de energia elétrica para irrigação dos pequenos agricultores. Hoje, se o irrigante usa energia de 9h da noite às 06h da manhã, ele tem um abatimento de 70% na tarifa. Ele está propondo que este percentual seja elevado para 90% e que também sejam beneficiados aqueles que trabalham aos sábados, domingos e feriados, que não estão sendo contemplados”, declarou.

Domingos elogiou a proposta: “Acho uma boa ideia, porque nesse período que o deputado cita há uma maior oferta de energia, e se há necessidade de fazer irrigação, essa possibilidade de você utilizar esse excedente de energia à noite, e aos sábados, domingos e feriados, com redução de 90% no preço da energia, que é o componente mais caro da irrigação, é uma boa sugestão”

MAIS EFETIVIDADE - O parlamentar também cobrou da Coordenação da Bancada do Nordeste mais efetividade nas propostas apresentadas pelo colegiado. “Há cinco que estou aqui, na Câmara dos Deputados, e a Bancada do Nordeste sempre se reuniu, só que os resultados são muito pequenos. São muito rastro e pouco pasto”.

Ele disse que a Sudene teve papel relevante no passado. “Foi corroída pela corrupção, foi extinta, estão recriando e nessa restruturação ela não está tendo a mesma dinâmica e a mesmas condições para cumprir o seu papel na região. Do mesmo jeito é a Codesvasf”.

E acrescentou dizendo que propões ao coordenador José Guimarães “que as sugestões apresentadas nessas reuniões da Bancada do Nordeste, como a proposta do deputado Marcelo Castro, sejam todas depois afuniladas para serem executadas. Essas reuniões precisam ser mais efetivas”.

(Por Gil Maranhão, para Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)

Mais Notícias
26/03 | 18:29h - Gil Maranhão
BANCADA DO NORDESTE – Para João Castelo “coordenar uma bancada não é apenas questão de juventude, mas de conhecimento e experiência

(Brasília-DF, 26/03/2015) Durante a primeira reunião dos parlamentares nordestinos em 2015, realizada nesta quinta-feira, 26, no Anexo IV da Câmara dos deputados, o deputado f...
26/06 | 20:33h - Humberto Azevedo e GAJ
Bancada do Nordeste. Simplício Araújo deseja que MDA amplie mais para a sociedade programa voltado para regularização fundiária no Maranhão

(Brasília-DF, 26/06/2013) O deputado Simplício Araújo (MD-MA) deseja que o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) amplie mais para a sociedade o Programa "Territórios da ...
24/04 | 20:29h - Humberto Azevedo e GAJ
Bancada do Nordeste. Amauri Teixeira e Mário Negromonte pedem que as medidas de enfrentamento da seca sejam incluídas no PAC

Os deputados Carlos Brandão (PSDB-MA), Efraim Filho (DEM-PB), José Rocha (PR-BA), José Airton (PT-CE) e Simplício Araújo (MD-MA) também apoiaram cota extra de FPM para os muni...
13/06 | 18:53h - Gil Maranhão e GAJ
Bancada do Nordeste. “Sudene, Codevasf e Dnocs devem considerar o Maranhão como Nordeste e ajudar a tirar o estado dessa situação de pobreza”, propõe Domingos Dutra

(Brasília-DF, 13/06/2012) O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da da Câmara, deputado federal Domingos Dutra (PT-MA) disse nesta quarta-feira ,13, que insti...
25/04 | 15:41h - Gil Maranhão e GAJ
Bancada do Nordeste. Domingos Dutra pede apoio da bancada nordestina para votação da PEC do trabalho escravo, discorre sobre royalties e emendas e propõe uma agenda social. Parlamentar maranhense também reclama do descaso que alguns ministros fazem aos pedidos de audiências feitos pelos congressistas e pede mais diálogo entre o governo e os deputados

(Brasília-DF, 15/04/2012) O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, Domingos Dutra (PT-MA), pediu nesta quarta-feira (25), na reu...
09/03 | 18:55h - Gil Maranhão e GAJ
ESPECIAL DE FIM DE SEMANA. Frente Parlamentar vai reforçar luta pela garantia dos direitos das populações atingidas por barragens e usina nucleares
Ato de lançamento pela Câmara será na quarta-feira (14) - Dia Internacional de Luta contra as Barragens e pelos rios, pela água e pela vida. A iniciativa é do deputado Domingos Dutra (PT-MA).

Gil Maranhão Agência Política Real (Brasília-DF, 10/03/2012) Acompanhar os efeitos econômicos, ambientais, culturais e sociais, e contr...
» Áudio
ID:
Senha:

Apóiam essa idéia:
Bancada do Nordeste 2005 - Política Real - Todos os direitos reservados
Contato: redacao@bancadadonordeste.com.br