Quarta-feira, 25 de abril de 2018
» Busca interna
» Busca no Google
» Órgãos federais
» Governo federal
» Senado
» Câmara
» STF
» TSE
» STJ
» TCU
» Estados
» Alagoas
» Bahia
» Ceará
» Maranhão
» Paraíba
» Pernambuco
» Piauí
» Rio Grande do Norte
» Sergipe
» Políticos
Escolha o Partido
» Notícias via email
» Jornais online
» Últimas Notícias
ESPECIAL DE FIM DE SEMANA. Câmara publica ensaio sobre atuação parlamentar de ex-governador biônico da Paraíba. Livro que trata dos mandatos de Ernani Sátyro, deputado da UDN, no legislativo federal tem 784 páginas
12/08/2011 - 21:34h - Humberto Azevedo e GAJ
(Brasília-DF, 12/08/2011) O CEDI (Centro de Documentação e Informação) da Câmara lançou na noite da última quarta-feira, 10, o número 61 da série “perfis parlamentares”, que conta a trajetória parlamentar do ex-governador biônico da Paraíba entre 1971 a 1975, Ernani Sátyro, pela UDN (União Democrática Nacional) que após o golpe de 1964, desembocou na antiga Arena (Aliança Renovadora Nacional) e posteriormente na fundação do PFL (Partido da Frente Liberal), atual DEM (Democratas).




RESUMO – O livro-homenagem que traz em suas 784 páginas os principais discursos, pronunciamentos e PL's (Projetos de Leis) de sua iniciativa e também os relatados do deputado Sátyro, parlamentar por sete mandatos, de 1946 a 1968 e depois de 1978 a 1986, quando faleceu, traz ainda um pequeno ensaio biográfico, onde são contadas as origens, os estudos, a vida pública, o amor pelas letras e por fim o seu necrológio.




CARGOS – No final da longa publicação, é oferecido aos leitores 17 fotografias que contam através da imagem, a infância até o último mandato parlamentar de Ernani Sátyro, que exerceu ainda o cargo de ministro do STM (Superior Tribunal Militar) por indicação do ex-presidente do Brasil, Artur Costa e Silva, entre 1968 a 1970, além de ter sido deputado estadual entre 1934 a 1937, pelo PL (Partido Libertador), chefe do departamento de Polícia do Estado Novo no Estado da Paraíba e prefeito nomeado da João Pessoa por 19 dias na gestão Argemiro Figueiredo, interventor estadual.




RELAÇÃO – Escrito por Flávio Sátiro Fernandes, conterrâneo do ex-governador e ex-parlamentar do município de Patos, no interior da Paraíba, que o indicou em 1975, quando no exercício do governo da Paraíba, para conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado), onde hoje exerce a função de ouvidor daquele órgão. O autor do ensaio sobre a atuação parlamentar de Ernani Sátyro foi ainda o secretário-chefe da Secretaria de Interior e Justiça da Paraíba em 1974 por convite do homenageado à época.




BRIGA COM COVAS – Um dos relatos contidos na publicação, conta que Ernani Sátyro por volta de 1967, quando ocupava o cargo de líder da Arena, quando defendia diariamente o governo militar da tribuna da Câmara, dos ataques do então líder oposicionista do MDB (Movimento Democrático Brasileiro), Mário Covas (SP), foi aconselhado pelos médicos a se distanciar dos apupos e das discussões mais acaloradas. Foi aí, um ano mais tarde, em 1968, que à convite do segundo presidente dos militares, Costa e Silva, assumiu um cargo no STM, onde ficou por pouco tempo em virtude de sua aposentadoria.




BAIONETAS – Mas a aposentadoria e os problemas cardíacos não afastaram Ernani Sátyro da política, em julho de 1970, quando ele obtêm do então presidente da República – o terceiro da era militar – Emílio Garrastazu Médici a indicação para concorrer ao governo da Paraíba em eleição promovida pelos deputados estaduais membros da Assembleia Legislativa. Sem mais problemas de saúde, exerceu todo o mandato de governador ofertado pela ALPB, entre 15 de março de 1971 a 15 de março de 1975, quando transmitiu o cargo para o sucessor Ivan Bichara Sobreira, a quem fez campanha para que o quarto presidente da República do regime militar, Ernesto Geisel, avalizasse a indicação e sobre a mira das baionetas garantisse a eleição junto aos deputados da ALPB.




SAUDAÇÕES – O ensaio sobre a atuação parlamentar de Ernani Sátyro destaca-se dentre as homenagens que ele proferiu em plenário aos 18 do Forte de Copacabana, realizado em 1951; uma saudação ao ministro das Relações Exteriores da Áustria, feita em 1952 e uma outra saudação ao ex-presidente uruguaio Eduardo Victor Haedo, um dos criadores do movimento “Aliança para o Progresso”, que tinha como objetivo de afastar o “fantasma” do comunismo na América do Sul.




FIGURAS ELOGIADAS – Dentre as figuras que receberam elogios do ex-deputado Ernani Sátyro, se destacam Getúlio Vargas, feito em 1959; Santiago Dantas de 1964; o mentor do golpe militar no Brasil, Castelo Branco em 1967; Assis Chateaubriand, o maior empresário das comunicações do Brasil em 1968; o interventor da Paraíba durante o Estado Novo, Argemiro Figueiredo em 1983.




TEMAS – Os principais temas que Sátyro levava a tribuna da Câmara podem-se resumir a luta pela autonomia dos municípios, contra a definição da lei que estabeleceu o subsolo como propriedade da União, a busca por regras mais rígidas na legislação eleitoral, os problemas enfrentados pelos produtores rurais, a defesa dos pequenos e médios açudes, a exigência de refinarias de petróleo no Nordeste e a defesa da criação da Petrobrás e do monopólio da exploração do petróleo pelo Estado.




(Por Humberto Azevedo, especial para Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)
Mais Notícias
26/03 | 18:29h - Gil Maranhão
BANCADA DO NORDESTE – Para João Castelo “coordenar uma bancada não é apenas questão de juventude, mas de conhecimento e experiência

(Brasília-DF, 26/03/2015) Durante a primeira reunião dos parlamentares nordestinos em 2015, realizada nesta quinta-feira, 26, no Anexo IV da Câmara dos deputados, o deputado f...
26/06 | 20:33h - Humberto Azevedo e GAJ
Bancada do Nordeste. Simplício Araújo deseja que MDA amplie mais para a sociedade programa voltado para regularização fundiária no Maranhão

(Brasília-DF, 26/06/2013) O deputado Simplício Araújo (MD-MA) deseja que o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) amplie mais para a sociedade o Programa "Territórios da ...
24/04 | 20:29h - Humberto Azevedo e GAJ
Bancada do Nordeste. Amauri Teixeira e Mário Negromonte pedem que as medidas de enfrentamento da seca sejam incluídas no PAC

Os deputados Carlos Brandão (PSDB-MA), Efraim Filho (DEM-PB), José Rocha (PR-BA), José Airton (PT-CE) e Simplício Araújo (MD-MA) também apoiaram cota extra de FPM para os muni...
13/06 | 18:53h - Gil Maranhão e GAJ
Bancada do Nordeste. “Sudene, Codevasf e Dnocs devem considerar o Maranhão como Nordeste e ajudar a tirar o estado dessa situação de pobreza”, propõe Domingos Dutra

(Brasília-DF, 13/06/2012) O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da da Câmara, deputado federal Domingos Dutra (PT-MA) disse nesta quarta-feira ,13, que insti...
25/04 | 15:41h - Gil Maranhão e GAJ
Bancada do Nordeste. Domingos Dutra pede apoio da bancada nordestina para votação da PEC do trabalho escravo, discorre sobre royalties e emendas e propõe uma agenda social. Parlamentar maranhense também reclama do descaso que alguns ministros fazem aos pedidos de audiências feitos pelos congressistas e pede mais diálogo entre o governo e os deputados

(Brasília-DF, 15/04/2012) O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, Domingos Dutra (PT-MA), pediu nesta quarta-feira (25), na reu...
09/03 | 18:55h - Gil Maranhão e GAJ
ESPECIAL DE FIM DE SEMANA. Frente Parlamentar vai reforçar luta pela garantia dos direitos das populações atingidas por barragens e usina nucleares
Ato de lançamento pela Câmara será na quarta-feira (14) - Dia Internacional de Luta contra as Barragens e pelos rios, pela água e pela vida. A iniciativa é do deputado Domingos Dutra (PT-MA).

Gil Maranhão Agência Política Real (Brasília-DF, 10/03/2012) Acompanhar os efeitos econômicos, ambientais, culturais e sociais, e contr...
» Áudio
ID:
Senha:

Apóiam essa idéia:
Bancada do Nordeste 2005 - Política Real - Todos os direitos reservados
Contato: redacao@bancadadonordeste.com.br