Segunda-feira, 16 de julho de 2018
» Busca interna
» Busca no Google
» Órgãos federais
» Governo federal
» Senado
» Câmara
» STF
» TSE
» STJ
» TCU
» Estados
» Alagoas
» Bahia
» Ceará
» Maranhão
» Paraíba
» Pernambuco
» Piauí
» Rio Grande do Norte
» Sergipe
» Políticos
Escolha o Partido
» Notícias via email
» Jornais online
» Últimas Notícias
Bancada do Nordeste. Presidente da FIEPB destacou que a Paraíba deixa cerca de R$ 300 milhões de impostos indevidos para o Sudeste
09/08/2013 - 17:50h - Maurício Nogueira e GAJ
( Publicada originalmente às 22 h 52 do dia 08/08/2013)

(Brasília-DF, 09/08/2013) O presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEPB), Francisco Gadelha, se disse honrado em participar da reunião da Bancada do Nordeste, nesta quinta-feira, 8, e congratulou-se com o Integra Brasil. O qual se traduz num sentimento de unificação em prol do desenvolvimento da região.

Gadelha destacou que o movimento nasceu em importante célula do Ceará, que é o Centro das Indústrias do Ceará (CIC), que se localiza na Federação das Indústrias daquele estado.

A tentativa é de promover um clima para a percepção de que se precisa tomar uma atitude a fim de se reverter a situação do Nordeste de forma planejada e melhorar o astral da população do Nordeste.

“Nós somos muito preocupados com essa inteligentzia que existe no Brasil e que foi definhando até a nossa capacidade, a nossa altivez, a nossa autoestima, durante muito tempo. A gente vê o quanto foi importante a Sudene para o Nordeste, quando na Conferência Nacional dos Bispos em 1958, em Campina Grande, eles ensejaram o embrião da Sudene com o mesmo objetivo que nós estamos criando aqui”, lembrou.

FRUTICULTURA IRRIGADA - De acordo com Gadelha, o objetivo do Integra Brasil é criar um sentimento de unificação do pensamento do Nordeste em busca do desenvolvimento. Em busca da melhoria de vida de criar uma sociedade mais digna e mais justa dentro daquela região.

“Potencial, nós vemos que temos, a produção de fruticultura irrigada na região Nordeste, como aconteceu em Petrolina. Nós temos safras e meia por ano naquela região e mesmo assim o Rio Grande do Norte é o maior exportador de frutas do Nordeste. Apesar de não ter uma quantidade de área irrigada ainda do porte de Petrolina. Mas por tecnologia aplicada, com pesquisa aplica foi feito um desenvolvimento naquela região do vale do Açu”, acentuou ele.

Gadelha, que também é diretor financeiro da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), informou que a indústria na Paraíba está crescendo 12% no número de empresas industriais, 12% no número de empregos industriais e 18% na massa salarial nesses últimos quatro anos.

“Esse tem sido a média do nosso crescimento da indústria, portanto acima da média do crescimento chinês”, ressaltou.

POLO INDUSTRIAL - Como exemplo de prosperidade no setor industrial Gadelha citou a fronteira da Paraíba com Pernambuco onde há uma montadora, 27 indústrias de medicamentos. Tem também a maior indústria de vidro plano. Do lado da Paraíba estão sendo implantadas quatro cimenteiras, tudo isso num raio de menos de 30 km. Sem contar com uma empresa de porcelanato.

“É um polo industrial fantástico num raio de 30 km, o que demonstra que esse pessoal fez toda uma pesquisa e como bem disse Carlos Prado (FIEC), o Nordeste é um centro de consumo importante”, frisou.

Ele concorda que no momento ocorre uma transferência de recursos do Nordeste para o Sudeste. E deve ocorrer o contrário.

“Todos os países quando buscaram a unificação, os países ricos, fizeram transferência de recursos para as regiões mais pobres. Assim, a Alemanha, a França, a Inglaterra para Portugal, para a Espanha, à Grécia. No caso da Alemanha, a Ocidental transferiu bastante recursos para a Oriental. E é, hoje, um país uno quase com as mesmas características com a mesma dinâmica de desenvolvimento”, arguiu Gadelha.

TRANSFUSÃO DE SANGUE - A Paraíba deixa R$ 300 milhões de impostos indevidos para o Sul e Sudeste. É realmente uma transfusão de sangue do paciente para o médico.

“Eu acho que chegou o momento do Nordeste se impor. Fazer suas exigências. Agora mesmo, quando nós fomos conquistar aquela linha aérea entre Recife e Miami a companhia, o estado queria, a população queria e mesmo assim a reação do País foi brutal para que nós não tivéssemos essa ligação. E tem sido assim. Uma empresa portuguesa fazia Recife-Portugal, mas dizia que não tinha passageiros, depois ela fez Natal, Fortaleza, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, fez todo o Brasil em ligação direta”, asseverou.

DESPERTAR – Para Gadelha, se houver alteração nos incentivos fiscais ainda assim haverá indústrias no Nordeste. Ele crê que é necessário resgatar a autoestima.

“De tal sorte que nós temos potencial, esse sentimento que nós queremos despertar outra vez, com altivez, com dignidade. Nós temos um mercado consumidor importante, sim. Sempre se dá a ideia de que algum dia mexerem nos incentivos fiscais não vai existir mais indústria no Nordeste. Porque não haverá consumo. O que é uma grande inverdade”, ressaltou.

BRASIL INJUSTO – O presidente da FIEPB pediu a anuência dos parlamentares da bancada para construção de uma sociedade melhor.

“Hoje, é um grande mercado consumidor. Os três maiores PIBs da América do Sul, Brasil, Argentina e o Nordeste. Somos o terceiro PIB da América do Sul. Nós queremos contar com a colaboração e o sentimento político de todos os nordestinos para que a gente consiga construir uma sociedade mais justa, num Brasil tão injusto”, finalizou.

(por Maurício Nogueira, especial para a Política Real, com edição de Genésio Jr.)
Mais Notícias
03/06 | 18:50h - Gil Maranhão
BANCADA DO NORDESTE - Dívidas ativas, Securitização e Pesa serão debatidos com BNB, Fazenda e Integração

(Brasília-DF, 03/05/2015) Renegociações de dívidas rurais. Este é o tema central da do “Café da Manhã”, seguindo de debate, que Bancada Parlamento do Nordeste no Congresso Na...
22/04 | 23:13h - redação com edição de Genésio
Bancada do Nordeste foi contra a terceirização na atividade-fim; Veja como votou os deputados do Nordeste

(Brasília-DF, 22/04/2015) Na noite desta quarta-feira,22, o Plenário da Câmara dos Deputados deu continuidade à votação do Marco Legal da Terceirização(PL 4330/04) que vem t...
26/03 | 14:51h - Gil Maranhão
BANCADA DO NORDESTE – Augusto Coutinho elogia pioneirismo de Júlio, descarta ‘solução de continuidade’ e lembra Zezéu Ribeiro

(Brasília-DF, 26/02/2015) Durante a primeira reunião da Bancada do Nordeste na Câmara, realizada nesta quinta-feira, 26, o deputado federal Augusto Coutinho (SD-PE) defendeu o...
12/05 | 17:03h - Humberto Azevedo
Bancada do Nordeste - Coordenador da Bancada do Nordeste concorda que falta planejamento à região

(Brasília-DF, 09/04/2014) O coordenador da Bancada do Nordeste, deputado Pedro Eugênio (PT-PE), concordou com a declaração do presidente do Banco de Desenvolvimento Econômico ...
09/04 | 14:12h - Humberto Azevedo
Bancada do Nordeste - Presidente do BNDES relaciona os diversos investimentos feitos no Nordeste

(Brasília-DF, 09/04/2014) O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, enumerou nesta quarta-feira, 9, diversos investimento...
04/04 | 09:01h - Humberto Azevedo
Bancada do Nordeste - Desenvolvimento dos Estados nordestinos depende do engajamento dos políticos

(Brasília-DF, 26/03/2014) A implantação de políticas públicas para auxiliar o desenvolvimento do Nordeste precisa de uma atuação mais unitária e conjunta dos parlamentares e g...
» Áudio
ID:
Senha:

Apóiam essa idéia:
Bancada do Nordeste 2005 - Política Real - Todos os direitos reservados
Contato: redacao@bancadadonordeste.com.br