Domingo, 21 de outubro de 2018
» Busca interna
» Busca no Google
» Órgãos federais
» Governo federal
» Senado
» Câmara
» STF
» TSE
» STJ
» TCU
» Estados
» Alagoas
» Bahia
» Ceará
» Maranhão
» Paraíba
» Pernambuco
» Piauí
» Rio Grande do Norte
» Sergipe
» Políticos
Escolha o Partido
» Notícias via email
» Jornais online
» Últimas Notícias
BANCADA DO NORDESTE - Júlio César anuncia GT para estudar normativo único das dívidas rurais e quer maior participação do NE no crédito do sistema financeiro
03/09/2015 - 16:15h - Gil Maranhão
(Brasília-DF,12/06/2016) O coordenador da Bancada Parlamentar do Nordeste na Câmara dos Deputados, Júlio César (PSD-PI), anunciou nesta quinta-feira, a constituição de um grupo de trabalho (GT) para estudar a criação de um normativo único relacionadas às renegociação e regulamentação das dívidas rurais do Nordeste.

Renegociação das Dividas Rurais foi o tema da primeira reunião de trabalho do colegiado nordestino, e contou com a participação com presidente do Banco do Nordeste (BNB), Marcos Holanda, o representante do Ministério da Integração, Nacional (MIN), Rafael Resende Neto, e o representante da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), Luiz Beggiora.

“A ideia é revogar todos os normativos que existem hoje e passar a existir apenas um, que nós antes de apresentarmos a esta Casa, vamos levar ao conhecimento dos ministros da área econômica, principalmente ao ministro Joaquim Levy”, explicou Júlio César, ressaltando que o grupo de trabalho será formado por membros da bancada e representantes do BNB, MIN e da PGFN.

O coordenador iniciou os trabalhos apresentando a agenda da bancada para este ano: renegociação de dividas rurais, universalização do Programa Luz para Todos, transposição do rio São Francisco, conclusão da Transnordestina, pendências dos débitos com o Banco do Nordeste, pendências das debêntures da Sudene.

Crédito do sistema financeiro

“Vamos também lutar para maior participação do Nordeste no crédito do sistema financeiro”, anunciou Júlio Cesar. Segundo ele, a região teve do FNE (Fundo de Desenvolvimento do Nordeste), nos últimos oito anos apenas 12%, do Banco do Brasil, 16 %, e a Caixa Econômica.

“Quando fazemos a equalização dos bancos oficiais, excluindo o bando do Nordeste onde quase tudo é aplicado na região, a participação do Nordeste caiu para 15%. E quando inclui todo o sistema financeiro, inclusive os bancos privados, a participação da região cai para 8,5%.”

Ele lembrou que o Nordeste representa quase 14% do PIB, 28% da população brasileira. Há mais de 70 anos temos um PIB per capta entre 12,5% e estamos próximos à 14% graças aos programas sociais, não foi investimentos para gerar riqueza.

Renegociação das Dividas Rurais

Com relação às dividas rurais, o coordenador da bancada nordestina defendeu alguma ideias que segundo são fruto “de um estudo que fiz até 2 horas de ontem (10). Tudo para encontrar uma solução efetiva e não ficar apenas nas tratativas”.

Dentre elas está a atualização dessas dívidas, através de um novo normativo, “porque todos os normativos até hoje foram ineficientes para renegociar esses débitos, e até conflitando e ás vezes não tem regulamentação. O Tesouro não regulamenta, nem o governo”. César informou que já estive com diretoria do BBN, Ministério da Integração e PGFN e outros órgãos envolvidos pedindo solução desses problemas.

“Vamos elaborar uma minuta de uma normativa ou medida provisória ou projeto de lei que seja possível de executar, negociar e pagar. Queremos preservar os direitos adquiridos nos normativos então existentes e readequar os debates em função dos valores que já estão na DAU – Dívida Ativas da União, e incluir todas as fontes de recurso e não somente o FNE”, disse.

Bônus de adimplência

Segundo Júlio César, “o Banco do Nordeste aplica do seu próprio recurso, mas também capta do BNDES, do FAT, e do Eurobônus e outras fontes, e quando os mutuários não pagavam, o banco era obrigado a cumprir. Pagava e passava ser recursos do BNB. O certo que o banco está muito sacrificado em relação a este assunto”.

Para o deputado piauiense é preciso incluiu toda a área da Sudene, e não apenas o semiárido. “Acho injusto é o estado do Espirito Santo ter o mesmo privilégio do Nordeste e lá não ter semiárido. Mas nós não queremos excluir ninguém”, disse. E defendeu, ainda, a implantação um bônus de adimplência de acordo com o porte do produtor.

Finor e Zona Franca do Nordeste

O deputado Júlio César também acatou a sugestão do coordenador da Bancada Federal do Ceará, José Airton, de inclui na agenda a restruturação e fortalecimento de órgãos do Nordeste, como BNB, Sudene e outros.



E lembrou que Em 1998 os incentivos do Finor (Fundos de Investimentos do Nordeste) representava o dobro dos incentivos da Zona Franca de Manaus. Hoje representa 21%. Este ano, a Zona Franca de Manaus tem incentivos de 28 bilhões, e o Nordeste apenas 5% (menos de 20%). E ressaltou que vai incluiu na pauta o projeto que cria a Zona Franca do Semiárido do Nordeste.



(Por Gil Maranhão, para Agência Política Real, e edição de Genésio Jr.)
Mais Notícias
04/09 | 19:16h -
“Queremos que governo restabeleça texto original de medida que renegocia as dívidas de agricultores do Nordeste e do Norte”, diz Júlio César

04/07/2018 - 16:16h - Genésio Araújo Jr. (Brasília-DF, 04/07/2018) O coordenador da Bancada parlamentar do Nordeste no Congresso Nacional, deputado Júlio César (PSD-PI), ...
04/07 | 16:14h - Genésio Araújo Jr.
Bancada do Nordeste até tentou, mas Eunício Oliveira não irá devolver a MP que anulou renegociação da dívidas rurais; ele disse que não iria criar problema institucional

03/07/2018 - 22:59h - (Brasília-DF, 03/07/2018) A Bancada do Nordeste, especialmente na Câmara dos Deputados até que tentou, mas o presidente do Senado e do Congresso Nac...
03/07 | 22:58h -
Movimento Nordeste Forte quer aprovar projeto que prorroga incentivos para o Nordeste e Norte; Centro-Oeste poderá ser atendido, também

08/05/2018 - 16:00h - Genésio Araújo Jr. (Brasília-DF, 08/05/2018) O movimento Nordeste Forte, conduzido por federações das indústrias do Nordeste, e um grupo de federaçõ...
08/05 | 16:16h - Genésio Araújo Jr.
Júlio César afirma que bancadas do Norte e Nordeste irão pressionar o governo pela retirada dos vetos presidenciais da lei de renegociação de dívidas rurais

15/03/2018 - 20:00h - Genésio Araújo Jr. (Brasília-DF, 15/03/2017) Em reunião com o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, nove parlamentares do Norte e Nordest...
15/03 | 18:56h - Gil Maranhão
Banco da Amazônia quer prorrogação de lei renegociar de débitos rurais, que vai beneficiar 15 mil produtores rurais do Norte

(Brasília-DF, 15/03/2018) O diretor de Crédito do Banco da Amazônia (Basa), Francimar Maciel, defendeu nesta quinta-feira, 15, a prorrogação da lei que trata da renegociação d...
15/03 | 18:55h - (Por Gil Maranhão
Presidente do BNB vê “grande desafio” regularizar dívidas de 517 mil produtores rurais ”e os credenciar para novos créditos”

(Brasília-DF, 15/03/2018) O presidente do Banco do Nordeste (BNB), Romildo Carneiro Rolim, afirmou nesta quinta-feira, 15, que as agências estão mobilizadas em todos os nove e...
» Áudio
ID:
Senha:

Apóiam essa idéia:
Bancada do Nordeste 2005 - Política Real - Todos os direitos reservados
Contato: redacao@bancadadonordeste.com.br