Quinta-feira, 27 de agosto de 2015
» Busca interna
» Busca no Google
» Órgãos federais
» Governo federal
» Senado
» Câmara
» STF
» TSE
» STJ
» TCU
» Estados
» Alagoas
» Bahia
» Ceará
» Maranhão
» Paraíba
» Pernambuco
» Piauí
» Rio Grande do Norte
» Sergipe
» Políticos
Escolha o Partido
» Notícias via email
» Jornais online
» Últimas Notícias
Bancada do Nordeste. José Guimarães comemora decisão do governo de suspender a execução dívidas dos agricultores familiares e renegociar, através da MP 565. O anúncio foi feito pela ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, na reunião da Bancada do Nordeste, realizada na tarde de hoje
18/05/2012 - 15:45h - Gil Maranhão e GAJ
(Brasília-DF, 08/04/2012) O coordenador da Bancada do Nordeste na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), comemorou nesta terça-feira (8) a decisão do governo federal em suspender todas as execuções de dívidas dos agricultores familiares com as instituições financeiras e que registaram perda de sua produção devida o prolongamento da estiagem na região Nordeste – onde não chove regularmente desde julho do ano passado, sendo considerada a maior seca que a região enfrenta nos últimos 40 anos.

O anúncio foi feita pela ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, na reunião que o colegiado nordestino realizou na tarde de hoje,. Na sala da Liderança do Governo na Câmara. O evento foi prestigiado por um grande número de deputados federais e senadores de todos os nove estados da região.

Ideli também informou à bancada que o governo está disposto a renegociar a dívida agrícola da região – outra reivindicação apresentadas pelos deputados, em um documento entregue no Palácio do Planalto, em meado de abril.

“Foi uma extraordinária reunião, com muitos deputados e acho que nós aprumamos a bancada pra discussão das questões que afligem a região”, disse o deputado José Guimarães, ao valiar o encontro dos nordestinos com a ministra Ideli.

Segundo o coordenador, “a ministra colocou com toda clareza e evidência que essa questão da dívida rural é um problema que precisa ser enfrentado pelo governo e que é necessário um processo de renegociação”.

Guimarães frisou, ainda, que o governo remeteu tudo para a Medida Provisória 565/11, que tem dois relatores nordestinos - Walter Pinheiro (PT-BA), como relator oficial, e Heleno Silva (PRB-SE), com revisor.

“Nós acertarmos em fazer esse diálogo entre governo e relatores para contemplar todas as operações de crédito rural que foram feitas entre 1997 e 1998 e que estão sendo executadas, até porque, se não for feito isso, os agricultores familiares não podem ter acesso ao custeio, porque uma das exigências para o crédito agrícola é estar adimplente, e muitos estão inadimplentes, por terem perdido a safra e por outros problemas resultante da longa seca na região”, explicou o deputado.

José Guimarães também comentou sobre o outro anúncio feito pela ministra Ideli. “O governo se comprometeu em suspender todas as execuções de dívida rural, porque temos o processo negocial e tem uma coisa que já está acontecendo, que são as execuções”.

Ele acrescentou que a suspensão será por um período, que será definido pelo governo.

DEPUTADOS - O deputado Heleno Silva(PRB-SE) relator revisor da MP 565 disse que atendendo o aceno do Governo vai aguardar para a semana que vem um eboço da sugestão do Governo.

“ Esta é a primeira vez que o Governo cuida deste assunto com atenção. A ministra pediu a vamos dar um voto de confiança”, disse o deputado sergipano que lembrou que existem 150 mil ações judiciais movidas contra agricultores no Nordeste.

O deputado Júlio César Lima(PSD-PI), um especialista em números da Bancada do Nordeste, informou que ainda está preocupado e disse que tem 3 emendas na MP 565/12. “ Náo é possível que se acione para atender 30 % do débito agora cobrado mas que se atenda ao menos com o débito original do agricultor”, disse à Política Real.

O deputado Fernando Ferro(PT-PE) disse que “algo tem que ser feito para evitar um mal maior”.

A reunião contou com a presença dos deputados que coordenam suas bancadas, dos nove estados da região, porém acabou atraindo um grande número de deputados que entravam e saiam da liderança do Governo na Câmara. A ministra Ideli Salbatti não falou aos jornalistas após a reunião com os nordestinos.

(Por Gil Maranhão, para Agência Política Real, com edição de Genésio Jr.)
Mais Notícias
23/06 | 18:54h - Gil Maranhão
Com a bancada nordestina, a 2º maior do Parlamento, liberada para o ‘São João’ Plenário adia conclusão do ajuste fiscal

(Brasília-DF, 23/06/2015) “É noite de São João” – nesta terça-feira, 23 - diz a música do cantor/compositor pernambucano Luiz Gonzaga. E os parlamentares dos nove estados da R...
16/06 | 23:02h - ( da redação com informações d
Bancada do Nordeste defende votos em papel impresso; Câmara vota vários temas da reforma política

(Brasília-DF, 16/06/2015) A bancada de deputados federais do Nordeste votou em massa nas propostas de reforma política que foram à pauta do plenário na noite desta terça-feir...
11/06 | 20:23h - Gil Maranhão
BANCADA DO NORDESTE - Lessa defende proposta do BNB ser repassador das emendas parlamentares e Vilela quer solução para dívida fundiária

(Brasília-DF,11/06/2016) Em debate realizado pela Bancada Parlamentar do Nordeste, nesta quinta-feira, na Câmara dos Deputados, sobre renegociação das dividas rurais, fundos c...
11/06 | 19:09h - Gil Maranhão
BANCADA DO NORDESTE - Pedro Fernandes quer Banco do Nordeste seja repassador das emendas parlamentares e propõe debate sobre violência no NE

(Brasília-DF,11/06/2016) O coordenador da Bancada Federal do Maranhão no Congresso Nacional, deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA) propôs na reunião da Bancada Parlamentar...
11/06 | 19:09h - Gil Maranhão
BANCADA DO NORDESTE - “Se o governo não tratar isso com seriedade, serei o primeiro a ser contrário a ele”, diz José Airton sobre renegociação da dívida rural

(Brasília-DF,11/06/2016) Numa fala dramática – sendo aplaudidos por todos no final - o coordenador da Bancada Federal do Ceará no Congresso Nacional, José Airton Cirilo (PT-C...
11/06 | 17:52h - Gil Maranhão
BANCADA DO NORDESTE - Raphael Rezende vê no FNE “principal fonte de recurso para o desenvolvimento, diminuição das desigualdades e eliminação da pobreza”

(Brasília-DF,11/06/2016) O secretário de Fundos Regionais e Incentivos Fiscais, do Ministério da Integração Nacional (NIN), Raphael Rezende Neto, revelou nesta quinta-feira, 1...
» Áudio
ID:
Senha:

Apóiam essa idéia:
Bancada do Nordeste 2005 - Política Real - Todos os direitos reservados
Contato: redacao@bancadadonordeste.com.br